A Donau Bier

A cervejaria Donau Bier iniciou suas atividades em outubro de 2004. A cerveja produzida é feita de acordo com a norma de qualidade alemã (Reinheitsgebot) datada de 1516, onde está escrito que para uma cerveja ser pura só pode ser utilizado a água, malte e o lúpulo na produção.

Em 2007 também iniciou a área gastronômica típica alemã. Hoje a Cervejaria expandiu seu espaço, aumentando o ambiente e as opções de pratos no cardápio, pois a procura é muito grande, seja para experimentar as comidas típicas ou apenas para tomar o Chope. Além disso, a venda de Chope para festas na região está cada vez maior.

 

Missão

Oferecer produtos e serviços de qualidade, através da gastronomia típica alemã e na produção de chopp, visando a satisfação dos clientes, respeitando o indivíduo e o meio ambiente.

Visão

Ser referência na região central do Paraná, em gestão de atendimento e em gastronomia típica alemã, mantendo os princípios culturais, respeitando a ética profissional e o meio ambiente.

Valores

Ética profissional

Preservação da Cultura Suábia

Respeito pelo Meio Ambiente

Respeito e Valorização do Ser humano

Trabalho em Equipe

Nossa Cultura

A história dos Suábios do Danúbio e de sua identidade cultural se confunde com a história da Alemanha, da Áustria, da Hungria e de outros países do sudeste da Europa, incluindo a ex-Iugoslávia, num período que, no total, abrange desde o século 17 até meados do século 20. De fato, trata-se de uma história bastante extensa e complexa, já que aquele mesmo período histórico representa a própria formação de vários dos países europeus atuais, com guerras, fusões, invasões, imigrações e a redefinição constante de fronteiras.

Durante e depois da Segunda Guerra, muitos suábios deixaram o sudeste da Europa, dirigindo-se à Áustria, onde viveram durante 7 anos em abrigos para refugiados. A instituição filantrópica Ajuda Suíça para a Europa (Schweizer Europahilfe) organizou um projeto para viabilizar uma alternativa de vida para um grupo de suábios do Danúbio que se encontrava na Áustria: um total de 500 famílias, 2.446 pessoas, se inscreveu na iniciativa, que visava a criação de uma cooperativa agrícola no Brasil como um caminho para um novo futuro. Assim nasceu a iniciativa que levaria à fundação da Cooperativa Agrária e à colonização dos campos de Entre Rios, localidade que é um distrito do município de Guarapuava (PR). A Agrária foi fundada em solo brasileiro – e não na Alemanha ou em outro lugar da Europa. A cerimônia de fundação da Cooperativa ocorreu no dia 5 de maio de 1951, no Hotel Central, em Guarapuava. A Agrária, com apoio financeiro da Ajuda Suíça para a Europa, adquiriu, em Entre Rios, uma área inicial de cerca de 22 mil hectares. Os suábios que participaram do projeto de imigração para Entre Rios se tornavam cooperados e com o fruto de seu trabalho pagavam à Cooperativa pelas terras recebidas. Em Entre Rios, a disposição dos suábios para enfrentar as muitas dificuldades dos primeiros anos, marcados por perdas de safras, falta de infraestrutura e por dificuldades de idioma, ao lado de seu enorme esforço de superação de obstáculos, escreveram uma das mais marcantes páginas da história da imigração de etnia alemã no Brasil.

O distrito de Entre Rios se tornou a única comunidade rural de suábios do Danúbio existente na atualidade em moldes semelhantes às que existiam no sudeste da Europa. Em outros países os suábios estão dispersos, por vezes, em grandes centros urbanos. Hoje atentos à necessidade de participar de um mundo multicultural, os suábios do Danúbio de Entre Rios e seus descendentes, ao lado do orgulho e da gratidão de ter no Brasil sua nova pátria, guardam o exemplo de seus antepassados e persistem para vencer os novos desafios trazidos pela globalização: a profunda e rápida modernização da agricultura em tempos de mercados sem fronteiras e a preservação de sua identidade cultural.

Converse pelo Whatsapp

whatsapp-icon

Entraremos em contato assim que possível.